Estou perdendo o contraste no desenho realista! O que fazer?

Por Maira Poli 24 de Abril de 2018

COMPARTILHE:
Contraste no desenho realista
Estou perdendo o contraste no desenho realista! O que fazer?
3 (60%) 5 votes

Algumas vezes nos perguntam se é normal perder o contraste no desenho realista. 

É como se, ao prosseguir com o desenho, aquela tonalidade aplicada fosse ficando mais opaca. Apagada, desbotada, perdendo o tom. Como se o grafite estivesse saindo do papel.

Confira os tópicos:

Isso já aconteceu com você?

É algo muito comum de acontecer, ainda mais quando somos menos experientes. Costumamos mexer muito no nosso desenho enquanto estamos trabalhando.

Giramos de um lado, voltamos do outro lado, colocamos a mão por cima… E isso faz com que o grafite se espalhe sob o desenho perdendo a tonalidade.

Como construir contraste no desenho realista?

Mantenha o desenho fixo

Portanto, é importante manter o seu desenho fixo na prancheta e com proteção de papel sulfite sob a mão, para evitar o contato da pele com o papel e seu desenho permanecer intacto.

Use a mão oposta

Comece o lado oposto com a mão que se escreve pode ajudar a ter contraste no desenho realista. Pois assim você evita contato com as partes já sombreadas.

Por exemplo: se você é destro, comece desenhando da esquerda para a direita, como na imagem abaixo. Dessa forma, não terá contato com o grafite no desenho, evitando que ele saia durante o processo, lembrando da importância do papel sulfite sob a mão para evitar esse contato.  

Esteja atento à umidade do ar

A umidade do ar pode interferir na aderência do grafite no papel.

Em tempos chuvosos, o papel absorve a umidade e o grafite não consegue a aderência suficiente para penetrar. Consequentemente, os traços parecem mais claros.

Adapte-se aos materiais

A adaptação de materiais é algo que a prática e a busca do entendimento da função de cada um pode interferir num melhor resultado.

Como assim? Geralmente os papéis mais lisos, tipo Bristol, se adaptam melhor com os lápis e graduações mais macias, principalmente quando se trata pela busca de tons mais intensos. Insistir no uso de lápis e graduações mais secas e duras podem dificultar a chegada ao contraste no desenho realista.

Assim como o uso excessivo dos materiais para esfumar, como o esfuminho ou o lenço de papel. E que espalham o grafite pela superfície retirando o excesso do tom aplicado.

Coloque contraste no sombreamento

Contudo, a maior probabilidade nessas ocasiões em que se perde o contraste no desenho realista é não colocar contraste suficiente no sombreamento.

Essa sensação pode ocorrer quando você começa a preencher o seu desenho no papel ainda em branco. Como tudo que está ao redor é um branco absoluto, aquele sombreamento que você aplica no papel já se destaca do todo. Por isso, parece escuro.

Todavia, à medida que você começa a moldar a imagem com traços e fundos mais escuros, o sombreamento que já foi realizado começa a ficar claro demais, pois agora há outra percepção do todo.

  • Antes o seu ponto de referência era o que havia de mais branco e limpo. Agora, você tem mais informações ao redor. Toda essa composição vai transformando a sua percepção.

Perdendo o contraste no desenho realista

É mais ou menos como funciona o desenho acima!

Quando você precisa utilizar tons mais intensos logo no começo do desenho, pode parecer que está ficando muito além do que esperamos. Nessa etapa muitos sentem receio de escurecer.

No entanto, quando os moldes de maior intensidade, como os cabelos e o queixo começam a surgir, você consegue ter um melhor parâmetro de comparação. É nesse momento que muito do que fez pode parecer “desbotado”, caso não tenha colocado contraste suficiente. Aí, é preciso voltar e retocar!

 

É preciso aprender a comparar as tonalidades, a perceber as manchas e o contraste no desenho realista. A analisar e interpretar o que você está vendo em partes e também como um todo.

Quer aprender mais sobre desenhos realistas? Saiba como desenhar a partir de 6 vídeo-aulas!

 

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.