Micropigmentação: o desenho realista no planejamento do procedimento estético

Por Charles Laveso 25 de setembro de 2019

COMPARTILHE:

A micropigmentação é uma técnica usada de várias maneiras no mundo da estética. Corrigir uma falha na sobrancelha, contornar os lábios ou até desenhar a aréola nas mamas são algumas das aplicações.

Para que o trabalho fique perfeito é preciso que cada fio ou cada ponto seja feito com precisão. Afinal, é ideia é dar a aparência de algo natural e fazer a pessoa se sentir ainda melhor. É nesse ponto que a técnica de desenho realista pode ajudar. 

Quanto mais próxima da realidade a pigmentação for, melhor o resultado. Ao aprender ou aperfeiçoar o desenho realista, o profissional consegue melhorar o seu desempenho na técnica de micropigmentação. Dessa forma, oferece um resultado mais real aos clientes. 

Por isso, conheça um pouco sobre as técnicas de micropigmentação e como elas podem estar aliadas ao desenho realista. Continue a leitura!

O que é micropigmentação?

Primeiramente, saiba que o conceito de micropigmentação é colocar pigmentos na pele. A técnica pode ser usada para aumentar a espessura ou corrigir imperfeições nas sobrancelhas, fazer contorno dos lábios e de olhos.

Além disso, é usada para a aréola do peito, em casos nos quais a pessoa foi submetida à cirurgia de retirada da mama. Esse procedimento é, algumas vezes, realizado em pessoas diagnosticadas com câncer de mama. Com o procedimento de micropigmentação, a intenção é devolver a aparência do peito. Dessa forma, colabora no aumento da autoestima e ajuda para que a paciente retome a sua vida normal. 

Nesse sentido, é preciso que o desenho seja muito bem realizado. Seja para um procedimento na face ou na mama, a micropigmentação deve ser o mais realista possível. 

Tipos de micropigmentação

A técnica de micropigmentação pode ser classificada em:

  • estética;
  • paramédica.

A finalidade das duas classificações é a mesma, mas os motivos pelos quais são feitas diferem. Na estética, o procedimento é feito exclusivamente por questões estéticas, como o próprio nome já sugere. É o caso de uma pessoa que tem vontade, por exemplo, de ter uma sobrancelha maior. Assim, a micropigmentação tem o intuito de deixar um cliente satisfeito. 

Já na chamada micropigmentação paramédica, o uso é em situações ou casos como:

  • manchas;
  • marcas e cicatrizes resultantes de um acidente, doença ou procedimento médico;
  • preenchimento dos lábios após cirurgia de lábios leporinos;
  • quadros de alopecia (queda de cabelo) localizada, entre outros.

Na micropigmentação paramédica, é preciso que o micropigmentador simule sombras e texturas. Dessa forma, precisará ir além da sua percepção de design de sobrancelhas. As cores deverão ser cuidadosamente escolhidas de acordo com a cor da pele do paciente. Afinal, é necessário ter todo o cuidado para que o desenho feito seja o mais realista possível. 

Técnicas de micropigmentação de sobrancelhas 

Um dos procedimentos mais frequentes, feito pelos profissionais que atuam com micropigmentação, é o realizado em sobrancelhas. Para o público que procura os profissionais para essa finalidade, existem diversas técnicas que podem ser usadas. 

Dessa forma, é possível atender desde quem tem uma pequena falha até quem possui ausência de pelos em uma região do corpo. Nesse contexto, conheça algumas das técnicas usadas no desenho de sobrancelhas – e como o desenho realista pode ajudar.  

Fio a fio realista

Indicada para quem quer deixar de usar o lápis e busca por uma correção de pequenas falhas. Dessa forma, é a melhor opção para quem quer um olhar mais marcado. A técnica imita os fios que estão faltando. 

Fio a fio semi-realista

É uma técnica menos marcada do que anterior. O resultado é um preenchimento de sobrancelhas consistente. Assim, leva mais naturalidade ao pêlo. 

Fio a fio hiper realista 

Também chamada de flufy, é a técnica para quem tem ausência de pêlos em uma região. Nesse caso, os pelos são desenhados com um sombreado na pele entre eles. Assim, é oferecido um efeito natural. 

Ombre ou degradê

Nessa técnica, é obtido um efeito sombreado, usando tonalidades das mais escuras para as mais claras. Em alguns casos, é feita uma mesclagem de cores na parte superior do início da sobrancelha. Portanto, é uma alternativa para pessoas que gostam de usar sombra na sobrancelha. 

Como a micropigmentação é feita?

Primeiramente, quem procura pelo procedimento passa por uma avaliação feita pelo micropigmentador. É preciso conhecer bem o que o cliente quer e qual a finalidade do trabalho para identificar a técnica que deve ser usada. 

Depois disso, o ideal é o que profissional faça um desenho, de acordo com as medidas e necessidades do cliente. Essa é uma etapa essencial para garantir a simetria. Nesse momento, o micropigmentador coloca o seu talento e sua percepção em prática, para fazer um desenho realista.

Já pronto, o desenho é mostrado ao cliente para que ele aprove ou não. Uma vez aprovado, o trabalho pode ser realizado, seguindo o contorno desenhado

Assim, quanto mais realista for o desenho feito, melhor será o resultado apresentado. É por isso que profissionais que trabalham com micropigmentação precisam desenhar bem. Estudar técnicas de desenhos realistas ajuda a oferecer um trabalho mais perfeito aos clientes.

O que acha de aprimorar a sua arte e melhorar o seu trabalho? Conheça nosso curso de técnicas de desenhos realistas para iniciantes.  

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.