7 vantagens em desenhar no papel antes da micropigmentação

Por Charles Laveso 27 de setembro de 2019

COMPARTILHE:

Dar expressão a um olhar, harmonizar uma boca ou até colaborar com a estética da mama. Tudo isso pode ser feito pela técnica de micropigmentação, desde que o trabalho seja realizado com perfeição. 

Por isso, cabe a o profissional estudar formas de melhorar, cada vez mais, o trabalho. Afinal, a ideia é ser o mais realista possível, seja a micropigmentação feita na sobrancelha, na boca ou na mama.

Para conquistar a perfeição no que faz, o micropigmentador precisa se dedicar muito. Além de compreender as necessidades do cliente, se preocupar com a simetria e com a coloração, é necessário ter traços perfeitos.

Dessa forma, antes de aplicar a técnica do cliente, o mais adequado é desenhar à mão. Nesse sentido, aprender a arte dos desenhos realistas é um diferencial para dar mais precisão ao trabalho.  Por isso, conheça as 7 vantagens de desenhar no papel antes de praticar a micropigmentação.

7 vantagens de desenhar no papel antes da micropigmentação

Conhecer as suas próprias limitações

Primeiramente, é importante conhecer as limitações do próprio traço antes de iniciar o processo de micropigmentação em clientes. Muitas vezes, os profissionais não conhecem quais as próprias facilidades e dificuldades na hora de desenvolver o desenho. Quando a arte é feita no papel, é possível determinar o que o micropigmentador consegue ou não fazer. 

Nesse sentido, o contato físico com o desenho revela, em maior dimensão, as limitações que o profissional possui, o que é absolutamente normal. Além disso, possibilita que o profissional identifique os pontos que pode melhorar, como a leveza ou firmeza da mão.

Desenvolver habilidade motora

Quando a pessoa pratica, ela repete os movimentos até que eles se tornem automáticos e  naturais. Porém, apenas a repetição não adianta. É preciso repetir e evoluir, para que o trabalho seja aperfeiçoado. 

Como dissemos, quando o desenho é feito no papel, há a possibilidade de analisar e corrigir os traços. Depois, a pessoa tenta novamente e compara o trabalho mais uma vez. Assim, identifica, mais uma vez o que precisa melhorar e assim por diante. Isso renova a habilidade motora no caminho do aperfeiçoamento.

Exercitar o traço

O traço de um artista funciona de acordo com a leveza da mão. Quanto mais forte, mais grosso é o traço. Quanto menos peso na mão, mais suave e fino é o traço. Assim, é preciso treinar movimentos nos quais o profissional consiga fazer, no mesmo traço, intensidades mais intensas e suaves

Quando essa repetição é feita no papel, proporciona habilidade e controle sobre o punho, diante do que é preciso realizar. Se o profissional não tiver controle disso, o traço da micropigmentação provavelmente não ficará bonito. Pelo contrário, ficará duro e engessado. 

Criar um estilo único 

O desenho no papel permite que você consiga alcançar um traço melhor, por ajudar a conhecer os movimentos da própria mão. 

A possibilidade de errar e refazer, além de fazer e desenhar em diversas direções, ajuda o profissional a encontrar a melhor forma de traçar. Assim, possibilita um melhor resultado do desenho na micropigmentação. Além disso, ajuda a adquirir uma identidade e criar um traço único.

Gerar autoconfiança

Olhar uma folha em branco e ter que criar algo do zero pode parecer assustador no começo. Porém, quando a pessoa aceita o desafio e consegue dar vida a um desenho, ela se sente mais confiante. Consequentemente, isso faz com que desenvolva a autoconfiança necessária para trabalhar com micropigmentação.

Alterar a maneira como o profissional vê a técnica

Temos dito aqui em outros artigos do blog o poder de transformação do desenho. Nesse sentido, desenhar no papel pode mudar a forma de ver a arte de micropigmentar e, consequentemente, altera o estilo de traçar do profissional. 

Assim, o desenho tem o poder de aprimorar a percepção artística e ampliar a consciência corporal do profissional. Com isso, você altera a forma como vê o mundo em sua volta e como as coisas são feitas por você. Por consequência, conquista confiança e autonomia para desenvolver o seu trabalho.

Desenvolver uma visão artística

Ao desenvolver o desenho realista à mão, o olhar do profissional de micropigmentação passa a ser diferente do padrão. Uma vez que os limites e habilidades são reconhecidos pela prática, a pessoa desenvolve uma visão artística. Isso faz com que o profissional se torne diferenciado, já que não se baseia em limites e padrões, mas sim pela beleza, percepção estética e harmonização. 

Assim, podemos afirmar que o desenho no papel impacta a forma como você vê e realiza a sua arte. O que acha de começar agora mesmo? Conheça o nosso curso sobre desenho realista para iniciantes

Veja também, abaixo, o vídeo que gravei sobre o assunto!

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.