Como desenhar? 6 vídeos tutoriais para você fazer desenhos realistas

Por Luiza Silveira 17 de Abril de 2018

COMPARTILHE:
Como desenhar
Como desenhar? 6 vídeos tutoriais para você fazer desenhos realistas
4.4 (88.57%) 7 votes

Você quer aprender a desenhar, mas não sabe como? É possível que, se você está aqui, já saiba sim como desenhar. E talvez, até saiba como desenhar bem!

Mas mesmo que você ainda não domine as técnicas do desenho realista, é importante estar em constante evolução.

Só que não dá para saber tudo de uma vez. Aos poucos vamos aperfeiçoando nosso conhecimento e aprendendo aos poucos. Parte por parte.

Por exemplo, você pode até saber desenhar um rosto humano, mas não sabe exatamente como fazer um olho. Ou pelo menos com todos os detalhes que o desenho realista requer.

Ou talvez você saiba fazer um retrato impecável, mas ainda não aperfeiçoou a técnica em desenhar animais.

O ponto é: estamos em constante aprendizado, sempre! Principalmente na técnica do desenho realista, que é extremamente minuciosa.

Mas antes de pegar lápis e papel, e começar a desenhar, vamos pensar em duas questões importantíssimas que você deve ter em mente: a observação e a percepção.

Aprendendo como desenhar

Um dos melhores métodos para aprender a desenhar realisticamente é a observação. A própria palavra desenho significa:

“Arte de representar objetos por meio de linhas e sombras.” (Michaelis)

Observar para desenhar é ter um vasto banco de imagens na sua cabeça. Além disso, ser cuidadoso na análise que você faz do objeto ou pessoa. Não tenha pressa ao ver, e faça-o com atenção, captando cada detalhe.

Observar também é aguçar a sua curiosidade. Com esse método você pode desenvolver a sua capacidade de entender as imagens. E claro, aplicar toda essas novas habilidades ao desenho.

Como desenhar: Evolução do desenho e da percepção do professor Samuel Torres

Evolução do desenho e da percepção do professor Samuel Torres

Ademais da observação, é preciso desenvolver a sua percepção. A professora Maíra Poli já nos explicou muito bem neste artigo aqui:

“Desenhar não é apenas saber as técnicas, mas o grande lance é saber ver a imagem, tanto a referência quanto o trabalho produzido.

Aprendendo a ver, saberá executar as ações necessárias para alcançar o êxito em seus trabalhos. E, para isso, é preciso aprimorar a percepção, o modo de ver aquilo à sua frente, trabalhando através da prática, refinamento e técnica e, por fim, entendendo o propósito do que faz.”

Observando e aprendendo

Falando em observar e aprender a desenhar, você deve concordar comigo que é muito mais fácil aprender como desenhar vendo alguém desenhando.

Melhor ainda ter alguém ao seu lado, te ensinando exatamente como traçar cada uma das linhas. Mostrando, na prática, técnicas e macetes. Explicando também o motivo de ter feito o traço de determinada maneira, etc.

Um exemplo disso é a própria história do professor Charles Laveso (que acredito você já conhecer). Ele pôde acompanhar o trabalho de outro artista, e assim cresceu bastante!

Infelizmente, nem sempre temos a oportunidade de ter um professor presencialmente com a gente…

Mas hoje em dia existem muitos canais no Youtube que nos ensinam passo a passo de coisas específicas que queremos saber como desenhar, com narrações detalhadas de todas as etapas.

Com esses vídeos, você pode aprender muito, se estiver disposto! Principalmente, porque sim há uma pessoa de verdade por trás de tudo isso. Você tem a vantagem de encontrar exatamente o que quer, na hora que quiser.

E ainda, ter a possibilidade de aprender com grandes artistas! Sempre se inspirando poder crescer.

 

Então, para pôr em prática a sua observação e percepção, separamos alguns vídeos do Charles e de sua equipe. Listamos 6 vídeos tutoriais ensinando como desenhar, desde partes do corpo, como outros detalhes.

Também comentaremos sobre os pontos principais discutidos em cada um desses vídeos, sejam técnicas, uso de materiais ou reflexões que vão te inspirar a continuar aprendendo.

Lápis e papel à mão? Acompanhe para saber mais!

6 vídeos para você aprender a desenhar

1. Como desenhar um rosto

Neste vídeo, temos o professor Samuel Torres nos explicando como desenhar um rosto, usando materiais simples, como lápis de material escolar e papel sulfite.

Vamos repassar os pontos principais nos próximos parágrafos.

Para o esboço, comece fazendo um círculo no papel. E não tem problema se você fizer mais linhas ou traços, porque você pode apagar o excesso.

No meio, você vai marcar um ponto e conferir a medida com o lápis. Faça uma linha transversal nesta parte, cortando o círculo no meio, descendo a linha um pouco mais abaixo, para ter a base do queixo. Na parte interna, você vai dividir a linha em 3, conferindo com o lápis.

Siga desenhando a parte do maxilar, a lateral do rosto, indo até o queixo. O maxilar deve ter o formato de uma pipa.

Logo, as linhas dos olhos, do cabelo e do nariz.

Divida as partes de cima em 5 iguais. Essa medida pode ser um pouco mais difícil de acertar. Então, tem que ir riscando e apagando, até estar proporcional.

Em seguida, vá para as linhas dos olhos e do nariz. Comece a tratar a parte interna do rosto. E assim o olho.

Com uma esfera total, desenhe a íris (depois você pode apagar o excesso que está para cima), para ter a esfera correta da íris. E a pupila fica bem no centro da esfera total. Logo mais, faça a sobrancelha. Como o professor Samuel está fazendo um rosto feminino, a sobrancelha é um pouco mais arqueada.

Após, faça o nariz, de acordo com as medidas. Acompanhe as linhas feitas, na direção dos olhos pra manter a  proporção na hora de fazer a boca. E assim, traçar os lábios superior e inferior.

Por fim, reforce a linha do contorno do rosto. E vá apagando o excesso de traços que não são mais necessários. Nesta etapa, seu desenho estará mais limpo, natural e suave.

Conclua com os cílios e o cabelo. O modelo do penteado vai do seu critério. No caso, temos um cabelo liso e solto.

Finalize com o pescoço. E pronto! Você tem um rosto humano!

2. Como desenhar um olho realista

Este vídeo é uma mostra do que eram as antigas vídeo aulas de DVD do Charles Laveso. Lembrando que hoje em dia ele trabalha com cursos virtuais.

Ao longo do vídeo, o professor está sempre frisando que não é uma aula muito completa, até por causa do conteúdo disponível no curso de Realismo para Iniciantes.

Portanto, aqui há uma narração completa feita pelo Charles sobre como fazer um olho realista. Ele começa esboçando rapidamente um olho, e vai detalhando como fazer os traços, etc.

Algumas observações importantes deste vídeo sobre os materiais usados:

  • Para este desenho, é usado o papel Fabriano.
  • É usado o lápis 4B para o preenchimento; e para o contorno do olho, o lápis 2B. Mas também pode fazer com lápis HB ou H, caso tenha mais força no traço.
  • A lapiseira usada aqui também é de grafite 4B, e é usada para traços mais precisos e detalhados. Para tons mais escuros, é usado um pincel.
  • O pincel tem basicamente a mesma função do esfuminho, só que este tira um pouco do grafite, clareando-o. Por outro lado, o pincel ajuda a impregnar o grafite no desenho. Com ele, é possível chegar a tons escuros mais intensos.
  • Uma dica para o pincel é cortar suas cerdas para que ele fique mais curto. Quando as cerdas estão muito longas, fica muito macio. E ao passá-lo no desenho, não dá para espalhar muito bem o grafite, e você não terá o efeito desejado.
  • Por fim, é usado uma borracha fina para dar detalhes de brilho dentro do olho. Para acrescentar pequenos detalhes que deixam o desenho mais interessante e charmoso!

Mas, como saber qual é o melhor papel? Na verdade, o que é melhor para um, não é o melhor para todos. Tudo é questão de se adaptar ao tipo de papel que você tem disponível. Tem que ir experimentando!

A questão nunca será o lápis e o papel ideal. Claro que se você tiver a possibilidade de ter o melhor material, excelente! Mas se não, não se deixe abalar: trabalhe com o que estiver ao seu alcance.

Pense em transmitir aquilo que você vê para o papel. O material auxilia, mas não é ele que fará a diferença. É a sua observação! Sua maneira de enxergar o que você copia para o papel que você está usando como base.

3. Como desenhar cabelos realistas

Nesta vídeo aula, Charles Laveso fala de um assunto que muita gente tem dificuldade ou se sente desafiado, que é como desenhar cabelos realistas.

Acredite, é complicado até para profissionais! Cada desenho é um desafio, e consequentemente, um aprendizado. E o objetivo é conseguir alcançar resultados satisfatórios.

Pois bem, muitas pessoas pedem ajuda ao Charles, sobre como fazer, quais materiais usar, como fazer o traçados das mechas, etc. Por isso, temos esta vídeo aula rápida e básica, com macetes fundamentais, para você deixar de cometer erros de principiantes.

Claro que por ser um assunto complicado, ele mostra na prática como desenhar.

Mas, atenção! Não tem como tratar com muitos detalhes sobre esse tema, pois no curso virtual de Realismo para Iniciantes tem a explicação de como fazer diferentes tipos de cabelo. Este vídeo apenas vai te ajudar a esclarecer algumas dúvidas comuns.

Os materiais usados são papel Lana – Briston 250g/m², lápis B, lapiseira, caneta borracha e pincel.

Por último: tudo depende da sua compreensão da referência que você tem para o desenho. E requer prática. Muita prática!

4. Como desenhar efeitos de pena de coruja

Este vídeo é uma live, datada em 26 de outubro de 2017. Neste vídeo, Charles Laveso respondeu a perguntas dos usuários que estiveram presentes durante a transmissão, enquanto desenhava as penas de uma coruja.

O desenho já estava esboçado, tendo usado a mesa de luz para fazê-lo. Mas sua intenção foi mostrar como sombrear e desenhar esse efeito de pena.

Charles usou o papel Fabriano 4L, lápis 4B, lapiseira, pincel com cerdas sintéticas, caneta borracha e esfuminho.

Vale ressaltar que a tonalidade bem preta do desenho é alcançada com o lápis 4B, até para dar um acabamento mais realista.

Este vídeo é interessante de se ver pois mostra, em tempo real, cada traço, cada detalhe do desenho sendo feito. E também ouvir as perguntas dos outros usuários, porque pode acabar sendo a sua dúvida também.

É inspiradora a reflexão que Charles faz a respeito da arte e do aperfeiçoamento da técnica. Tenha sempre em mente que ninguém é melhor ou pior que ninguém. O traço de cada um, o desenho de cada um é diferente.

Uma pessoa se expressando de um jeito mais complexo e preciso, pode ser bem visto esteticamente; mas não talvez não artisticamente.

Toda essa experiência de aprender como desenhar parte do princípios de que, se você sentir prazer nisso, mesmo não atingindo a perfeição, é o que vale a pena! Se mexe com você, com seu bem estar e te traz benefícios, vale muito mais do que uma técnica excelente aprendida com o melhor do mundo!

  • Neste vídeo, foi lançada uma promoção do curso virtual! Em ocasiões como transmissões ao vivo, costumamos lançar sempre algo para os alunos. Então fique alerta para saber quando vai acontecer a próxima! E você não ficar de fora de uma nova promoção!

5. Como desenhar pele negra e texturas

Esta transmissão ao vivo é de 14 de novembro de 2017. Nesta ocasião, o professor Charles Laveso nos ensina como desenhar pele negra e texturas.

Ele trabalha com um desenho em andamento de uma criança, com uma referência quadriculada. E a partir dele, faz os detalhes do pescoço da criança.

A lógica deste vídeo é a mesma da live anterior: enquanto o Charles faz o desenho mostrando como deve ser cada traçado, ele tira dúvidas da audiência.

Algumas perguntas foram:

  • Pele negra é mais difícil de se desenhar? A resposta é não. No final, é a mesma coisa. Neste caso, você vai trabalhar mais os contrastes. Só a forma de se trabalhar que muda. Porém não é nem mais nem menos difícil que outras cores de pele.
  • Se usa graduações mais escuras na pele negra? A resposta é a mesma que a anterior: na pele negra há mais contrastes entre o claro e o escuro.
  • O grafite faz a diferença no desenho? Não necessariamente, depende da sua habilidade. A ideia é a busca pela técnica de se alcançar o tom mais próximo ao da sua referência.

Agora, para aprender como desenhar pele negra e texturas, só vendo o vídeo!

6. Como desenhar gotas realistas

Aqui, Charles Laveso nos explica como desenhar um efeito de gotas realistas.

Neste vídeo, Charles fala sobre um ponto muito importante, na hora de saber como desenhar pequenos detalhes como gotas.

Ele diz que, quando ilustramos, as coisas não têm nome. Isto é, quando o próprio Charles desenha uma gota, ele não pensa em gotas, especificamente. O que ele faz é reproduzir manchas no papel. O nome “gota”, quem dá é a pessoa que vê o desenho!

E esse assunto serve para qualquer coisa que você desenha, seja tecidos, fundos desfocados, pelos, brilhos… Independente do que seja!

Simplesmente são manchas no papel. E esse conjunto de manchas é o que produz o efeito. Assim é que acontece!

Tudo começa na compreensão daquilo que estamos reproduzindo. Pensando em uma gota, você vai tentar desenhar uma gota.

Mas se você pensar em manchas, quando olha a gota na sua referência, você vai tentar reproduzi-la. Agora, você vai tentar reproduzir as manchas exatamente como as vê. E o resultado é exatamente uma gota com efeito realista!

Tudo foi feito em papel Lana – Briston 250g/m², em cima de um fundo acinzentado. Utiliza lápis, borracha e esfuminho. Com materiais simples, temos resultados bem legais!

Veja o vídeo para compreender o uso do processo dos materiais na execução de um trabalho do tipo.

Bônus: O que aprendi no último desenho realista que fiz?

Você viu todos os vídeos acima, praticou muito, dedicou muitas e muitas horas ao desenho realista… Mas afinal, o que você aprendeu com tudo isso?

Charles Laveso nos conta o que aprendeu após finalizar um dos seus últimos desenhos: a percepção.

Como desenhar: Desenho realista do Lázaro Ramos, por Charles Laveso

Desenho realista do ator Lázaro Ramos, por Charles Laveso

Com o passar dos anos, algumas coisas tem se tornado diferentes na sua percepção acerca de como desenhar.

Principalmente, da sua compreensão do momento em que se está desenhando.

Mas como assim? Ele conta que, antigamente, ao fazer um desenho, chegava num ponto em que já não sabia mais o que fazer! Olhava e olhava, se afastava, e no fim, se dava por vencido: o desenho está pronto. Estava satisfeito com o desenho.

Semanas depois, ao olhar uma vez mais o desenho já terminado, se intrigava. Algo poderia estar melhor, mesmo que fosse só um detalhe.

Ou seja, o tempo da evolução da percepção demorava semanas para perceber que determinada parte precisava ser refeita!

O interessante é que, com o passar dos anos, esse tempo ficou mais curto. Passou a demorar só alguns dias para ver no que podia mexer. Já não se satisfazia como antes.

Hoje em dia, são questão de horas! No momento em que está desenhando, bate o olho em outra parte do desenho e já vê que algo ali precisa ser mexido.

O que mudou para o Charles, nesse tempo todo, foi a sua habilidade junto com a percepção.

Ele conta que para esse desenho do Lázaro Ramos, lhe tomou muito tempo a terminá-lo. Porque, por exemplo, a região da testa foi refeita diversas vezes.

Finalmente, a grande dica de como desenhar é:

  • Não deixe que o tempo de evolução da sua percepção seja muito longo. O momento é agora! Olhe para o seu desenho. Olhe diferente. Olhe de longe, de perto, de diferentes ângulos… Olhe o desenho como um todo. Observe, pratique, e seja bastante criterioso!

 

Para concluir, copie todas as técnicas ensinadas acima, até chegar no ponto que sua mão já memorizou como fazê-las. Até que você consiga visualizar as imagens na sua cabeça, e fazê-las de acordo com o seu estilo.

 

Divirta-se e experimente!

 

Se quiser aprender como desenhar, acesse nossos cursos e veja qual é o melhor para você!

Se não souber em qual nível entrar, envie uma mensagem direta para o Instagram e te diremos qual o curso indicado para você!

 

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.