5 problemas, 5 soluções: como superar certas dificuldades no desenho realista

Por Charles Laveso 4 de outubro de 2019

COMPARTILHE:

Você já teve problemas na hora de desenhar? Provavelmente sim, pois imprevistos sempre podem acontecer com todos. Uma mancha que aparece na folha ou a chuva que atrapalha a fixação do grafite no papel são situações comuns. Para cada uma delas, há uma solução.

Se você não consegue evoluir no desenho ou tenta reproduzir um rosto, mas nota que não fica parecido, veja como mudar isso. Para cada um dos cinco problemas abaixo, uma solução. Confira! 

5 problemas, 5 soluções!

1 – Manchas no desenho: o que fazer?

É comum aparecer manchas no desenho. Os papéis que costumam manchar mais são os das marcas Canson e Fabriano Escolar

Às vezes, as manchas são causadas pela própria mão. Quando isso acontece, há algumas formas de resolver. Uma delas é com a caneta borracha mais grossa. É só fazer um chanfrado na ponta e passar suavemente por cima da mancha. 

Há também casos nos quais a mancha é muito grande. Se isso acontecer, a solução é apagar com a borracha e passar um papel higiênico para limpar. Uma dica é sombrear levemente ou usar um esfuminho na parte manchada para tentar corrigir qualquer imperfeição. 

Para mais detalhes, veja o vídeo que gravei sobre esse problema.

2 – Demorei demais para finalizar um desenho: e agora? Qual a solução?

Muitos desenhistas começam a fazer um desenho mas, por algum motivo, demoram para finalizá-lo. Será que o desenho já feito perde a pigmentação? Essa é uma dúvida frequente.

A dica é colocar uma folha branca em cima do trabalho e guardar com cuidado. Ela servirá para proteger o desenho, já que o fixador só será passado no final. Se mesmo com a proteção a pigmentação for alterada, a solução é retocar o desenho. 

O único problema de demorar para fazer um desenho é que a pessoa acaba ficando desmotivada. Assim, com o tempo, há um acúmulo de desenhos inacabados e isso não é bom. O melhor é se desafiar e desenhar, pelo menos um pouco, todos os dias

3 – E quando o desenho não se parece com a referência?

Quase todo iniciante se concentra muito na técnica acaba esquecendo da imagem como um todo. Isso é corriqueiro no processo de aprendizagem.

A dica é olhar o desenho por completo e não apenas o detalhe que está desenhando. Quando você olha o desenho de longe, como um todo, e compara com a referência, fica mais fácil descobrir o que está parecido e o que não está. Assim, pode, pouco a pouco, fazer as correções necessárias, sejam elas de clareamento ou de detalhes. 

O olhar constante para o todo, usando a comparação, é que vai ajudar a deixar o desenho mais semelhante à referência. 

4 – Não consigo evoluir no desenho: qual caminho seguir? Como lidar com isso?

A melhor forma de progredir no desenho é desenhar com frequência. Embora possa não aparecer, a evolução vai acontecer, aos poucos. 

Além disso, é preciso considerar que todos têm dias ruins e isso pode afetar a sua arte. O fato de o desenho que você fez hoje não ter ficado tão bom em relação ao mês anterior, não significa que você regrediu. Apenas que, por um motivo qualquer, naquele dia as coisas não saíram como esperado. 

Dessa forma, é indicado não avaliar a sua evolução olhando os desenhos feitos recentemente. O ideal é comprar a sua arte de um ano atrás com a atual. Ao compará-las, você terá uma noção melhor de quanto progrediu em seu trabalho. 

É importante nunca achar que chegou ao limite, pois o limite não existe. A solução é sempre procurar se aprimorar e dar o seu melhor. Assim, a evolução vem gradativamente. 

5 – O papel fica ruim para desenhar em épocas de chuva: qual a solução?

Você provavelmente já notou que em dias de chuva é mais difícil desenhar, não é? O grafite parece que não fixa no papel. Em alguns casos, o papel fica marcado. 

Isso acontece porque o papel absorve a umidade do ar. Dessa forma, a pigmentação do grafite não funciona bem. A umidade ocorre em todas as marcas de papel e, quanto maior a gramatura, mais o desenhista notará a diferença, pois ele absorve mais umidade. Contudo, há soluções.

Para desenhar em dias assim, uma solução é mudar as graduações de lápis. Por exemplo, se você estava usando o H mude para HB ou B. Isso vai ajudar. Contudo, não será igual a quando você desenha e o tempo está seco. 

Há também a possibilidade usar uma luminária com uma lâmpada incandescente, que é quente. Coloque a luminária cerca de uma hora antes de usar a folha, com a luz bem próxima ao papel, para que ele a aqueça e a seque.

Você ainda tem dúvidas ou problemas na hora de desenhar? Então confira as dicas da coluna “Respondendo os Inscritos” em nosso canal e veja dicas como essas! Até lá! 

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.