Resenha: Papel Clairefontaine — Lavis Dessin Technique

Por Maira Poli 9 de outubro de 2018

COMPARTILHE:
papel clairefontaine
Resenha: Papel Clairefontaine — Lavis Dessin Technique
5 (100%) 1 vote

Essa história na cidade de Etival Clairefontaine, na França. A papelaria Clairefontaine, aproveitando os trapos fornecidos pela indústria têxtil local, iniciou a sua produção, em 1858.

Seus produtos são de fabricação própria. E hoje, 150 anos depois, a empresa oferece a maior variedade de papeis no mercado, desde escolares até para as artes plásticas.

Confira aqui nossa resenha sobre esse papel para Desenho Realista!

Papel Clairefontaine: Lavis Dessin Technique

Dentre os vários tipos de papeis da mesma marca, vamos conhecer o papel do tipo Lavis Dessin Technique, de 200g/m2, da marca Clairefontaine.

O teste foi realizado com os materiais padrão que indicamos em nosso Curso Virtual, como:

  • Lápis Staedtler Mars Lumograph (H e B);
  • Lapiseira com grafite 0.5/4B Pentel;
  • Esfuminho pequeno e médio (Tridente e Cretacolor, respectivamente);
  • Pincel nº 6, cerdas naturais (Tigre – pêlo de Pônei);
  • Caneta borracha Tombow monozero 2.3mm.
papel clairefontaine

Desenho realista feita no papel Clairefontaine – Lavis Dessin Technique, de 200g/m2.

Características

O papel da marca Clairefontaine é um papel liso, como o próprio tipo já revela (Lavis). Se mostrou de fácil adaptação à técnica do Desenho Realista.

A cor do papel é branca, levemente amarelada. Não é aquele branco azulado e isso não é um problema.

A sua textura é lisa, mas não é aquele liso extremo. Tem uma finíssima porosidade que facilita muito a adesão do grafite ao papel e não interfere no acabamento finalDesta forma, ele não satura com muita facilidade. Ou seja, não impede a absorção de novas camadas de grafite, o que é comum em papeis mais lisos que este.

O esfuminho e papel higiênico/lenço de papel espalham com suavidade. Não mancham com facilidade e colaboram para um acabamento final harmonioso. Tanto os lápis macios quanto os mais rígidos irão se adaptar bem a esse papel.

A gramatura de 200g/m2 é suficiente para aderir o grafite, estando na média da gramatura indicada no Curso Virtual (180g/m2 – 250g/m2). Mantem a integridade do papel. Não ondula e nem amassa com a facilidade de papeis mais finos. 

É um papel livre de ácido, pH neutro e indicado para mais técnicas além do grafite no Desenho Realista.

  • Os blocos de papel A4 e A3 vêm com 10 folhas cada bloco. O valor mínimo do A4 é de R$22,90 (R$2,29 por folha) e do A3R$39,90.

Para quem é indicado

papel clairefontaine

Portanto, o papel Lavis Dessin Technique de 200g/m2 da marca Clairefontaine é indicado para o Desenho Realista.

Se você gosta de trabalhar com papeis lisos, esta é uma opção intermediária entre o Canson C’ a grain de 180g/m2 e o Lana Bristol de 250g/m2 (nem tão poroso, nem tão liso).

Não tem a sedosidade que é única no Fabriano 4 Liscio de 220g/m2. No entanto, é de boa qualidade e de fácil adaptação, colaborando para um acabamento final refinado.

 

Ainda com dúvidas sobre materiais para Desenho Realista? Confira nosso guia completo aqui!

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.