Movimentos artísticos: a técnica abstrata

Por Charles Laveso 6 de setembro de 2019

COMPARTILHE:

Se você é um desenhista, certamente já ouviu falar na técnica abstrata, um dos muitos movimentos artísticos mais famosos

À primeira vista, o abstracionismo é considerado um movimento moderno, já que sua popularização dele se deu após a segunda guerra mundial. Entretanto, figuras e esculturas abstratas eram vistas desde a pré história. 

Um artista em início de carreira sabe que é preciso encontrar seu estilo de trabalho. No começo, em poucos traços, árvores, paisagens, casas e até pessoas podem ter sido os seus primeiros desenhos. Porém, com o tempo e estudos, outros estilos e movimentos são descobertos, como é o caso do desenho realista.  

O histórico da arte abstrata e o desenvolvimento dessa técnica são os temas deste artigo. Vamos falar sobre seus conceitos e obras, por isso, continue lendo e entenda mais sobre ela!

O que é a técnica abstrata?

O movimento artístico abstrato surgiu em meados da década de 1940 e divide sua origem entre Europa e Nova York. Alguns o chamam de de “Escola de Nova York” em função da cidade ter sido um dos principais berços de exposições abstracionistas. 

De maneira simples, pode-se traduzir o conceito dessa técnica como a capacidade de representar objetos e pessoas por meio de pinturas e esculturas com formas irreconhecíveis.

Como todo grande movimento artístico, tem um precursor, que neste caso é o pintor russo Wassily Kandinsky. Suas obras são marcadas pela força, cores fortes, pinceladas rápidas. 

O pensamento abstrato para o desenho

Um desenhista, principalmente aquele que deseja investir no realismo, ao desenvolver o pensamento abstrato é capaz de melhorar suas obras. 

Assim como reforçamos aqui no blog a ideia de  que qualquer um pode desenhar, quando se desenha é possível desenvolver o pensamento abstrato. Assim, pode-se melhorar o entendimento do desenho.

Nesse sentido, quanto mais se desenha um rosto, mais detalhista se torna o artista. O mesmo acontece com qualquer outra forma. O ilustrador passar a perceber certos detalhes que não via em um primeiro momento.

Tudo isso faz parte do pensamento abstrato. De modo geral, quanto mais você desenvolve esse pensamento, mais consegue entender os desenhos e seus estilos. Da mesma forma, o treino com os desenhos desenvolve esse pensamento. Logo, tudo está ligado e um precisa do outro.

Qual a diferença da técnica abstrata e a realista?

As  técnicas abstrata e realista pertencem a movimentos diferentes e que têm características próprias. 

O realismo retrata a figura exatamente como ela é. Quanto mais fiel ao original, mais realista ele é. O artista tenta reproduzir todos os detalhes na sua obra, de maneira que não se tenha dúvidas sobre o que é retratado.

Já quando falamos de obras abstratas, é necessário uma observação crítica para identificar o desenho retratado. Usa-se de pinceladas e traços que ao olho de um leigo parecem apenas rabiscos. 

Em resumo, o desenho abstrato representa um objeto ou figura nos mínimos detalhes. Enquanto isso, a obra abstrata retrata algo, sem dar indícios sobre qual o objeto real a partir de qual ela foi criada. 

Composição 8, uma das obras de Kandinsky (1923)

Principais artistas abstratos

Além de Kandinsky, existem diversos artistas que integram o movimento artístico abstrato. Inclusive, existem alguns artistas brasileiros que usaram a técnica abstrata em suas obras. 

Artistas brasileiros especializados na técnica abstrata

Dentre os principais nomes brasileiros destacamos:

  • Antonio Bandeira
  • Ligia Clark
  • Hélio Oiticica
  • Iberê Camargo
  • Cícero Dias
  • Alfredo Volpi

Esses são apenas alguns dos nomes mais conhecidos quando falamos em arte abstrata brasileira. 

Inclusive, Hélio Oiticica é considerado como um dos maiores nomes dessa técnica, tendo participado também de outros movimentos. Algumas de suas obras estão expostas em Inhotim, considerado o maior museu a céu aberto do mundo

Inhotim, em Brumadinho (MG)

Artistas estrangeiros

Os nomes brasileiros do movimento abstrato são conhecidos no mundo todo, e muitos deles, possuem nomes de fora como inspiração.

É preciso destacar que o movimento abstrato é amplo, e por isso é impossível citar todos os grandes nomes. Nesse sentido, cada nome do abstratismo mundial tem suas próprias características de arte. 

Dessa maneira, lembramos aqueles que são precursores e mais conhecidos. Os que não podem deixar de serem citados são:

  • Piet Mondrian pintor 
  • Paul Klee
  • Willem de Kooning 
  • Robert Delaunay 
  • Hans Hartung  
  • Jean Fautrier 
  • Jean Dubuffet 
  • Jackson Pollock 

Como começar no abstracionismo?

Antes de mais nada, um desenhista em início de carreira deve praticar sempre. Sem dúvida, isso ajuda (e muito!) a desenvolver o pensamento abstrato

Da mesma forma, existem outras dicas para começar a desenvolver desenhos com essa técnica, mesmo iniciantes. 

Comece desenhando algo que você já domina, pode ser qualquer tipo de desenho.

Ao longo do treino, desenhe o mesmo objeto, em folhas diferentes, mas eliminando detalhes. Deixe apenas elementos que dão a ideia de qual é o desenho inicial. 

Assim, organize os elementos, conforme avança na técnica, até que esteja seguro no estilo abstrato. 

Por mais fácil que parece em primeiro momento, essa técnica não consiste em simples linhas, pinceladas ou até mesmo rabiscos aleatórios. Todas elas têm significados e o desenhista iniciante precisa entendê-los para então reproduzí-los no papel. 

Gostou do conteúdo deste artigo? Aproveita para conhecer também a técnica hiper realista, um movimento moderno de arte. Boa leitura!

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.