5 segredos da tattoo realista

Por Charles Laveso 26 de junho de 2019

COMPARTILHE:

Assim como uma fotografia, a tattoo realista realista é capaz de transmitir emoções. Pode ser uma pessoa, um animal, um objeto ou uma paisagem. O que é importa é que ela fique a mais próxima possível de sua fotografia de referência.

Existem muitos casos de pessoas anônimas e famosas que tatuaram rostos humanos ou tiveram seus rostos tatuados como forma de homenagem. Anitta, Ivete Sangalo e Neymar são alguns dos famosos que foram homenageados por fãs.

Os resultados são muito impressionantes e tem chamado atenção de tatuadores que buscam especialização no estilo. Além de agregar mais valor ao trabalho, é possível com isso se diferenciar da concorrência.

No entanto, a tattoo realista tem suas peculiaridades e é isso que vamos desvendar a seguir.

Os segredos da tattoo realista

A técnica é precisa

É necessário entender primeiro que as tattoos realistas utilizam uma técnica diferente de outros estilos que dependem de preenchimento e contorno. 

O desenho realista por si só cria luz e sombra no desenho e, no caso da tatuagem, isso é passado para a pele. 

Tatuagens feitas nesse estilo possuem uma variedade de traços e um uso menor de cores. Por isso, demanda do tatuador um olhar diferenciado e cuidado com os detalhes.

Um dos estilos mais estudados para criação de desenhos realistas na pele é o pontilhismo. O efeito visual dessa técnica se dá pela justaposição de cores, e não pela mistura. Quanto maior a quantidade de pontos e a proximidade entre eles, maior o efeito de profundidade. Isso permite que as variações de sombra sejam atingidas com mais precisão.

Escolha das tintas

A qualidade dos produtos usados no procedimento da tattoo realista é tão importante quanto a elaboração do desenho ou o uso ideal das técnicas de tatuagem. Ou seja, a tinta escolhida influencia diretamente na qualidade final da obra. 

No caso das tintas feitas especificamente para as produções realistas, as cores são mais opacas e não são tão vibrantes como os demais tipos.

O tatuador precisa ter o cuidado de saber compensar as tonalidades da tinta escolhida, principalmente levando em consideração que o tom de pele do cliente altera a coloração da tinta.

Como são mais opacas, as tintas feitas para as tatuagens realistas se assemelham mais às cores reais das imagens referências, principalmente quando está sendo retratado o rosto de uma pessoa ou um animal. 

Existem marcas em que oferecem poucas tonalidades que, se misturadas, é possível recriar outros muitos tipos de tons. 

Sem esquecer que a tinta escolhida deve ser autorizada pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Existe uma lista atualizada no site oficial da entidade.

Tinta branca realça o trabalho

Como dissemos, a tattoo realista se caracteriza pelo excesso de detalhes e, por isso, a tinta branca tem sido muito usada pelos tatuadores para realçar o trabalho. Porém, trabalhar com essa tonalidade de tinta não é tão simples e exige alguns cuidados.

No desenho, a tinta branca pode ser usada para cobrir detalhes menores e cantos estreitos, como linhas de fio de cabelo e brilho nos olhos, por exemplo. Esses são locais ideais para se aplicar o branco. Mas o ideal é que esses detalhes já estejam planejados ainda no momento da construção do desenho.

A forma como a tinta será aplicada vai depender do local do corpo que está sendo tatuado (que vai definir a pressão e a inclinação da aplicação) e o tom de pele, por exemplo.  

Uma técnica que muitos tatuadores utilizam para minimizar a interferência de outras tonalidades é fazer a aplicação da tinta branca apenas após a cicatrização das cores que serviram de base ao desenho. Porém, isso não é uma regra. 

A escolha da agulha certa

Outro segredo da tattoo realista está na escolha da agulha. A ponta ou taper (que é a distância da ponta até a agulha atingir sua espessura total) irão definir a facilidade com que a agulha vai penetrar na pele e a quantidade de tinta que será injetada.

Para trabalhos realistas, é indicado a utilização de um agulha de ponta longa, pois são capazes de penetrar a pele mais suavemente, causando menos lesões. As pontas longas são indicadas para trabalhos mais detalhados e suaves, como aquarela, fineline, e claro, a tattoo realista.

Quanto mais tempo a tatuagem demora, maior o desgaste da ponta da agulha. Como a tattoo realista costuma demorar muito tempo para ficar pronta (as vezes até mais de uma sessão), é recomendado trocar de agulhas a cada 2 horas para preservar a integridade da pele e aumentar a eficiência da aplicação de tinta. É claro que isso depende do tamanho e da complexidade do desenho.

Nunca é demais lembrar que, assim como os demais equipamentos, as agulhas devem ter registro na Anvisa. Outro fator importante é a observação do prazo de validade de esterilização. E claro: as agulhas de tatuagem são descartáveis e não podem ser reaproveitadas.

Envelhecimento é inevitável

É importante destacar que a tattoo realista não está isenta de problemas, como o envelhecimento. É natural que, com a ação do tempo, a tatuagem realista desbote, já que muitas vezes utiliza sombreamentos claros e saturações suaves. 

Um cuidado redobrado é se a tatuagem é feita nas mãos ou pés. Essas são partes do corpo que se regeneram mais rápido e isso pode acabar danificando a tatuagem. Sendo assim, quanto mais a pele se regenera, mais manutenção na tattoo você vai precisar fazer.

Aproveite para ler mais sobre o papel do tatuador para evitar o desbotamento da tatuagem.

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.