É possível obter bons resultados no Realismo utilizando materiais mais simples e baratos?

Por Maira Poli 17 de novembro de 2017

COMPARTILHE:
É possível obter bons resultados no Realismo utilizando materiais mais simples e baratos?
5 (100%) 3 votes

O desenho acima foi realizado em um papel Canson C’ a grain de 180g/m2 e um lápis da marca Faber-Castell na graduação Hb. Esses materiais são de fácil acesso, tanto em procura quanto em valor.

Popularmente, há a crença que é preciso utilizar materiais importados e de alta qualidade para se conseguir bons resultados no desenho realista. Todavia, o bom desenho não depende de materiais, mas sim da experiência, prática, técnica, conhecimento, paciência e, principalmente, adaptação.

A adaptação é um dos requisitos para trabalhar com qualquer tipo de material. Até mesmo aqueles mais caros e requintados também irão precisar que você treine e se adapte a eles, pois cada ferramenta tem suas características particulares e somente treinando algumas vezes para conhecer as especificações de cada um.

Quais as características desses materiais?

Papel Canson C’ a grain

Esse papel da marca Canson é da linha C’ a grain, e é levemente texturizado. Nesta linha há as graduações de 140m/m2, 180g/m2 e 224m/g2.

A dificuldade neste papel é justamente a porosidade. Por isso utilizamos o verso do papel, o lado mais liso, dando um acabamento mais refinado.

É possível utilizar o lado normal, mas terá mais dificuldade em suavizar a porosidade. Que são aqueles pontinhos brancos que o grafite não preenche no papel.

Lápis Faber-Castell Regent 9000

Os lápis da marca Faber-Castell da linha Regent 9000 têm boa qualidade e nota-se no desenho abaixo que é possível utilizar apenas uma graduação.

Sabendo dosar o peso da mão, trabalhando com suavidade e muita paciência, é possível chegar a esse tipo de sombreamento utilizando somente o lápis. É um excelente treino para sombreamento e percepção de tons.

O que preciso saber?

  • Aprenda a manter o lápis sempre muito bem apontado, mesmo que pareça que gastou muito pouco. Quanto mais grossa a ponta do lápis, mas difícil será para o grafite penetrar no papel.
  • Mantenha o ritmo do sombreamento lento e suave, pois a paciência e o foco são essenciais para compreender e desenvolver uma boa técnica. Neste desenho em questão, no tamanho A4 (21×29,7cm), foi utilizado em média 4 horas para a conclusão do mesmo;
  • Se você mora em uma região de difícil acesso ou tem poucos recursos financeiros, não há porque tornar isso um obstáculo. Utilize o que há a sua disposição. Porém, vale lembrar que há materiais que são específicos para cada técnica. Conheça a relação entre o papel e o lápis.

 

Desde que a sua vontade de desenhar esteja acima das dificuldades que possa ter, é isso que deve prevalecer.

Treinando a sua técnica e a estimulando a sua paciência, os desenhos mais belos podem acontecer nos materiais mais simples. Um exemplo é o da imagem abaixo realizado no papel Canson C’ a grain de 140g/m2, pelo desenhista Samuel Torres.

É preciso entender as características dos materiais. Desse modo, poderá driblar as adversidades e isso somente a experiência vai poder lhe mostrar.

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.