O desenho na era da internet: vantagens e armadilhas

Por Samuel Torres 5 de dezembro de 2017

COMPARTILHE:
desenho
O desenho na era da internet: vantagens e armadilhas
3.5 (70%) 2 votes

Antigamente, a arte do desenho era vista com mais seriedade, e era restrita a uma classe de pessoas financeiramente favorecidas. Ou que fossem de família de artistas. Mas sempre era preciso se submeter a um longo período de aprendizagem, onde muito se observava e praticava. Era necessário se tornar aprendiz de um artista já consagrado e aprender os conhecimentos da arte por anos!

Para fazer um desenho de um rosto ou  do corpo humano, por exemplo, era necessário um vasto conhecimento de anatomia, perspectiva e proporções. Até porque não haviam as ferramentas modernas para transferir a imagem. Muito menos câmeras para registrar a cena.

O assunto a ser retratado poderia ser real, logo à frente do pintor, restando a ele transferir a imagem que via para a tela. E tudo isso requer um maior repertório e conhecimento para compor a imagem.

 

No entanto, com o avanço da tecnologia, os processos foram se tornando mais práticos e a transmissão do conhecimento mais acessível. O longo processo de aprendizagem foi perdendo força. A facilidade que a tecnologia oferece trouxe a ilusão de que tudo está ao alcance e sem muito esforço. Houve então um certo “relaxamento”.

Por que se submeter a um longo processo de estudos se pode ter as respostas simplificadas e de fácil acesso no momento que desejar?

É uma enxurrada de possibilidades que o mundo virtual nos proporciona!

A maior parte do conteúdo disponível serve mais como mera curiosidade ou passatempo e mesmo havendo bons conteúdos. O bombardeio de informações vazias distraem a mente, fazendo-a fugir do objetivo. Assim, é mais fácil passar 2 horas ou até mais navegando por banalidades do que aproveitar 30 minutos concentrado em um conteúdo enriquecedor.

Vantagens do desenho na era da internet

Ao mergulhar no mundo do desenho, você encontrará ambientes virtuais com muito compartilhamento de conteúdos voltados ao aprendizado de técnicas. Vai descobrir artistas com estilos diferentes. Diversas dicas e orientações, vários cursos e até mesmo tutoriais gratuitos.

Você que está chegando agora, poderá ficar perdido em meio a tantas opções! Mas logo o caminho começa a se formar, e você se identificará com algum estilo e com alguns artistas. Tenha-os como modelo e inspiração.

A partir daí, caso queira aprender ou se aprimorar na técnica, o próximo passo é dedicar-se ao aprendizado.

Pode começar com a busca por aulas e cursos específicos e qualificados, de acordo com a área de interesse.

Cuidado com as armadilhas

Há uma armadilha que pode prejudicá-lo no seu aprendizado: o empenho em assistir cada vez mais conteúdos, devorando aulas e cursos de vários tipos e de vários artistas. No fim, acumulando informações.

Porém, se não houver critério e muita prática, será apenas conhecimento teórico. E não uma manifestação real do que se aprendeu.

Tenha o foco na prática

Se deseja desenvolver a técnica do desenho realista, a teoria é o primeiro passo. Só que requer muito mais da prática e do treino constantes.

Compreender algo pode ser rápido. Do mesmo modo, assistir aulas e tutoriais pode ser prazeroso e não requerer esforço. Porém, fazer com que as mãos consigam transmitir para o papel aquilo que se observa, esse é o desafio, e exige empenho.

O empenho e o foco que eram abundantes antigamente ainda são as bases da arte, mesmo com a praticidade do mundo atual.

É melhor se dedicar a um exercício simples, fazê-lo exaustivamente até alcançar a perfeição. Só então, tendo alcançado êxito, poderá passar para um nível um pouco mais complexo. Seja constante no aprendizado!

Gradativamente virá o domínio na técnica, o conhecimento prático dos materiais e se desenvolverá a percepção de um verdadeiro artista.

 

Se você se identificou com esse artigo e está meio perdido sobre como proceder a partir daqui, elaboramos um passo a passo que pode te ajudar a se orientar.

 

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.