Como alcançar os tons escuros mais intensos?

Por Maira Poli 14 de novembro de 2017

COMPARTILHE:
Como alcançar os tons escuros mais intensos?
5 (100%) 1 vote

Uma das dúvidas recorrentes que recebemos como desenhistas é: como chegar a um escuro tão intenso? Desde qual material usar até a descrição do processo. Aqui, falo sobre minha experiência com alguns materiais.

Experimentei alguns produtos inovadores cedidos pela Companhia do Papel, como o Nero da marca Cretacolor e o Staedtler Mars Lumograph Black, que sugerem tons escuros intensos.

Nem todos os lápis que foram utilizados aqui são 100% grafite em sua composição,  sendo que estes possuem compostos diferentes em suas fórmulas, o que faz o escuro parecer mais intenso e alguns são ainda compostos apenas de carvão. Porém, de uma maneira geral, todos se adaptam bem à técnica mista, requerendo apenas adaptação.

Foram usados os seguintes materiais:

De acordo com a imagem abaixo, podemos concluir que o material que apresenta o tom escuro mais intenso é o Lápis Carvão Pierre Noire, da Conté a Paris, B e 2B. Não comparo com outros tipos de lápis carvão, somente com estes utilizados no teste. Esse é um material um pouco diferente do grafite comum e que necessita de alguns macetes que explicamos aqui nesse artigo Lápis Carvão: O que é? Como usá-lo?

  • A graduação 8B da Staedtler Mars Lumograph Black e o Nero Extra Soft da Cretacolor apresentaram tons intensos e com bom preenchimento no sombreamento, com menos porosidade, conferindo uma cobertura mais homogênea;
  • O 8B da Staedtler Mars Lumograph (da madeira azul) também tem boa intensidade, mas o Black preenche com mais facilidade, evitando aqueles pontos brancos do papel ao fundo de uma maneira mais eficaz. Mesmo assim, são resultados muito próximos;
  • As graduações do Nero vão ficando mais duras e o 4, por exemplo, é rígido na hora de sombrear e não confere um escuro tão intenso comparado ao número 1, o Extra Soft;

  • O 6B da Caran D’Ache é muito bom de usar, mas ele confere um brilho no grafite que só irá ser amenizado ao final do trabalho, usando o Verniz Spray Fosco.

Em resumo, há muitas possibilidades e, analisando com calma o teste acima, percebe-se que há diferenças, mas nenhuma relativamente significativa, pois dá para fazer adaptações.

O importante no processo de fazer o tom escuro intenso no seu desenho é ter paciência. Trabalhar com traços curtos e lentos, com a ponta bem fina, procurando preencher bem os espaços e, se precisar de mais camadas, não há problema.

Tome cuidado com a porosidade desses lápis mais macios e se estiver trabalhando com um papel poroso, é preciso usar graduações mais duras para fazer o acabamento antes.

Use sempre o pincel, pois ele irá ajudar a penetrar o grafite no papel. O teste é mais como uma curiosidade e um atalho para conhecer os materiais, mas é importante ter suas próprias experiências, pois a prática confere conhecimento.

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.