Obstinação: A busca pela excelência

Por Samuel Torres 20 de julho de 2017

COMPARTILHE:
Obstinação: A busca pela excelência
Avalie este Post

Obstinação: palavra e conceito simples, mas de grande relevância e que define um bom trabalho. Também afinco, persistência e esmero são termos que definem essa busca pela excelência.

Alcançar um bom nível no desenho realista não depende de algo inato, inatas são as aptidões, as quais são tendências que trazem a vontade de aprender ou fazer algo. Essa aptidão, não necessariamente significa facilidade. Normalmente o aprendizado e a evolução se dão com muita vontade e treino abundante.  

O maior erro dos alunos e principiantes no desenho realista é a falta de capricho ao realizar um trabalho, seja ele simples ou complexo. Na maioria das vezes não é questão de capacidade, mas falta de paciência e atenção que os impossibilitam de evoluir, tanto na técnica quanto na percepção, pois ambas caminham juntas.

Domando a si mesmo

Superar um obstáculo é na verdade superar a si mesmo. Consiste em entender e aceitar suas limitações, vencendo a ansiedade e trabalhando persistentemente naquilo que se deseja desenvolver.

A ansiedade é a grande inimiga. Se mostrará ao começar a fazer ou aprender algo e continuará presente em todo o percurso. Portanto, dominá-la é o grande trabalho. O restante se dará com persistência e constância.

Após dominar a ansiedade, o segundo passo é adotar uma postura de busca pela excelência, encarando cada trabalho ou simples exercício com dedicação tamanha, própria de uma obra de arte. Não se contentar com o razoável, mas buscar sempre o melhor resultado possível.E, na verdade, vai perceber ao alcançá-lo que aquele “máximo” refere-se apenas do momento. Como o horizonte: sempre que um se aproxima, outro aparece.

Tratar um trabalho ou treino como uma obrigação, trará tédio e ansiedade, não possibilitando a experiência do aprendizado e evolução.

Acreditar em si mesmo

Outro fator crucial é acreditar em si, mesmo com dificuldades, acreditar que seu esforço o levará ao resultado almejado, pois somos e alcançamos o que acreditamos.

É bem comum ver desenhistas principiantes no realismo que, ao se deparar com obstáculos, dizem que está muito difícil e que não conseguem. Alguns dizem que gostam muito daquilo, admiram quem faz, mas aquilo não é para eles.

Essa é uma questão bem recorrente. Por outro lado, o desenho envolve um conjunto de atributos aos quais pode-se trabalhar e desenvolver, como: coordenação motora, compreensão e percepção. Mas isso somente se torna verdade se você acreditar. Do contrário, é apenas um amontoado de palavras.

Se entender, aceitar e começar a praticar, munido da certeza de que pode, fará toda a diferença. O treino será efetivo e os resultados reais. E a cada trabalho verá os resultados aparecendo.

A prática

A prática é primordial, traz a evolução na técnica e o conhecimento dos materiais, que é outro fator importante, pois conhecendo-os e sabendo o resultado que deseja alcançar, trabalhará com com eles de forma a alcançar o objetivo.

Saberá a hora certa de usar cada material e terá a liberdade de testar novas formas de fazer, visando o resultado final, visto que não existem regras. Há infinitas maneira de se chegar a um bom resultado, e o artista é livre para experimentar, testar e mesclar.

Uma dica importante é focar no desenho por partes, esquecendo o restante, como se não existisse. Ao focar em um detalhe, empenhar o máximo do cuidado e atenção possíveis, sempre comparando com a referência, analisando cada detalhe, as formas, as passagens dos tons e as nuances propriamente dita.

Quanto mais detalhada for a imagem, mais deve-se diminuir a escala de trabalho, focando em áreas cada vez menores.

Um erro comum é focar em algumas coisas e outras passarem despercebidas, como o tom, que dá  o contraste, fundamental em um desenho, pois é ele que dá “vida” ao trabalho, dando profundidade e volume. Um desenho sem contraste é um desenho opaco, “desbotado”.

Outro fator crucial é ter paciência na hora que está desenhando, paciência para observar e para executar um sombreamento ou fazer um detalhe. Arrisco dizer que a paciência é mais importante que a técnica.

Não se preocupe se está levando muito tempo no mesmo desenho, o que importa é o resultado final.

Se você deseja aprender e desenvolver a técnica do desenho realista venha para uma de nossas turmas do Curso Virtual de Desenhos Realistas, onde você verá passo a passo a técnica sendo aplicada e narrada, terá ainda acesso a um grupo fechado para alunos onde poderá postar os exercícios e receber avaliações e orientações em um acompanhamento individual por 1 ano!

COMPARTILHE:
Entre para a nossa lista VIP.